31 outubro 2007

Cultura em Usina


Boletim Diário da PCR:

Prefeito em exercício visita a Mostra Cultura em Usina
Dialogar a arte entre variados suportes é a proposta da Mostra Cultura em Usina, lançada nesta terça (30), no espaço Usina Dois Irmãos. A exposição apresentará até o dia 01 de novembro, um acervo de artes integradas, com participação de diversas linguagens (pintura, escultura, literatura, música e fotografia) em um mesmo espaço físico e temporal, num ambiente de interatividade entre os artistas e o público. Luciano Siqueira, prefeito em exercício do Recife, prestigiou o lançamento da mostra, às 19h.

Promovida pela Fato Cultural, a exposição teve a curadoria de Badida Campos (artes plásticas); Raimundo Carrero (literatura); Fátima Ximenes (fotografia) e Alexandre Lemos (música) e conta com a exposição fotográfica e trabalho de videoarte de Paulo Melo Jr., algumas obras do escultor Demétrio Albuquerque, apresentações de performances musicais de Alexandre Lemos e Berna Vieira, além dos quadros de Roberto Ploeg, Edson Menezes, Armando Garrido Filho e da própria Badida. Um dos objetivos do projeto é possibilitar a existência de um local que sirva tanto para uma conversa informal entre artistas e visitantes, um bate papo, como para um debate, uma apresentação musical e mesmo para a exibição de trabalhos de vídeo amador.

Luciano Siqueira destacou a importância cultural da exposição, dando ênfase para a beleza das instalações da casa. “Essa iniciativa de promover uma exposição com diversas linguagens é um acontecimento cultural muito importante na cidade. O próprio espaço já é uma obra de arte, do ponto de vista arquitetônico”, ressalta. Para o proprietário da fato Cultural, Paulo Vieira de Melo, “a idéia é desmistificar a relação de público com o artista e fugir do formato tradicional de exposição, que será dinamizada com atividades de literatura, música e, principalmente com momentos de bate papo”, comentou.

No campo da literatura, a casa apresentará o lançamento de livros de cinco autores, além do espetáculo inédito de Raimundo Carrero, baseado no livro Sinfonia para vagabundos, de sua autoria. Raimundo explicou como foi feita a curadoria para a mostra literária. “Nós procuramos reunir o que há de mais novo na literatura produzida na cidade, mantendo os tradicionais e, ao mesmo tempo, trazendo novos autores”, falou.
Foto: Lú Streithorst

César Leal na Academia

Boletim Diário da PCR:
O prefeito em exercício de Recife, Luciano Siqueira, prestigiou nesta terça (30), a posse do professor emérito da UFPE, César Leal, na Academia Pernambucana de Letras (APL) em solenidade realizada a partir das 20h. O novo membro ocupará a Cadeira 23 da APL.

Segundo Siqueira, a posse do novo acadêmico é um reconhecimento pela sua obra. “César é um grande escritor, um porta de fôlego, revolucionário no conteúdo e na linguagem, além de ser um crítico literário muito profundo, com uma dimensão não só da poesia, mas da literatura de um modo geral. É uma homenagem justa à cultura pernambucana”, ressaltou. Ele ainda lembrou que o novo acadêmico foi, durante muitos anos, responsável pelo caderno de cultura do Diário de Pernambuco, onde pôde favorecer a expressão da literatura e da poesia do Estado, ajudando a projetar muitos autores que apenas despontavam em suas carreiras.

No ano passado, Leal já havia sido agraciado com um dos maiores prêmios da Academia Brasileira de Letras (ABL), o Machado de Assis, pelo livro Dimensões Temporais na Poesia e Outros Ensaios, obra que recebeu especial destaque da crítica.

César Leal - Nascido em 20 de março de 1924, na cidade de Saboeiro, Ceará, César Leal é autor de 20 livros de poemas e ensaios, além de ser o fundador do curso de pós-graduação em Letras e Lingüística da UFPE. Ganhador de inúmeros prêmios nacionais e internacionais, entre os quais o “Olavo Bilac” (1987), da ABL, e o “Menendez y Pelayo” (1976), do Instituto de Cultura Hispânica, o professor emérito de Teoria da Poesia, Crítica Literária e Literatura Brasileira possui ainda o título de Cidadão Honorário do Estado de Pernambuco.

Datamétrica também reforça mais de uma candidatura

Vale para a pesquisa Datamétrica, divulgada ontem/hoje a mesma observação que fiz para as anteriores, realizadas por outros institutos: ainda é muito cedo.

De toda sorte, é possível recolher dos números apresentados algumas indicações.

1. Nossos prováveis adversários são potencialmente fortes, nenhum deles deve ser subestimado.
2. Verifica-se uma tendência de disputa renhida cujo desenlace pode ocorrer num segundo turno.
3. Mais uma vez o meu nome aparece bem situado dentre os demais pré-candidatos de reconhecida visibilidade pública, tanto na espontânea como na induzida, com percentuais que significam um bom ponto de partida.
4. Como os nomes especulados dentre as forças que apóiam, no Recife, os governos Lula, Eduardo Campos e João Paulo terão, cada um a seu modo, uma trajetória a cumprir para que se credenciem a conquistar parcelas expressivas do eleitorado, os números também reforçam a tese de mais de uma candidatura a prefeito – tese que temos submetido à consideração dos partidos aliados.

Bom dia, Carlos Drummond de Andrade

O fim no começo

A palavra cortada
na primeira sílaba.
A consoante esvanecida
sem que a língua atingisse o alvéolo.
O que jamais se esqueceria
pois nem principiou a ser lembrado.
O campo – havia, havia um campo?
irremediavelmente murcho em sombra
antes de imaginar-se a figura
de um campo.
A vida não chega a ser breve.

Mais sobre "Os donos da Praça da República"(*)

De Iris Vidal:
"Lindo! Sem conto, sem fotos. Li o conto e vi as fotos, através da magia do seu texto. Parabéns e um abraço."
(*) Veja postagens abaixo.

2008 na pauta

Jornal do Commercio:
PCdoB com candidaturas definidas
Partido já tem pronta sua estratégia para as eleições municipais. Terá candidato em pelo menos 16 capitais, incluindo o Recife

O PCdoB quer transformar as eleições de 2008 em carro-chefe para o reposicionamento político da legenda no País. Sempre exercendo papel de coadjuvante nas alianças político-eleitorais, os comunistas decidiram adotar uma ousada estratégia no pleito do próximo ano. O partido garante já ter confirmadas candidaturas próprias em 14 capitais, inclusive no Recife, com o vice-prefeito Luciano Siqueira.

De acordo com a prefeita de Olinda, Luciana Santos, em muitos desses casos os comunistas irão caminhar sem a companhia de um aliado histórico, o PT. É o caso de Porto Alegre, onde a pré-candidata da legenda, deputada federal Manuela D’Ávila, aparece bem colocada nas pesquisas. “No Recife também não abrimos mão da candidatura de Luciano (Siqueira). O PT tem nomes colocados. Então é possível que fiquemos separados no primeiro turno”, afirma a prefeita, explicitando a estrátégia do partido: “A proposta é ter o maior número possível de candidaturas. Temos nomes certos em 14 capitais, mas podemos chegar a 16. E muitos deles em condição de vitória”.

O grito de independência do PCdoB começou a ser desenhado em maio passado, quando a Comissão Nacional de Organização se reuniu e traçou que o partido adotaria uma linha mais autônoma nas próximas eleições. Em 2004, o PCdoB elegeu 10 prefeitos em todo o Brasil, mas nenhum em capital. Também foram eleitos 28 vice-prefeitos, dos quais cinco em capitais – Recife (PE), Rio Branco (AC), Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Aracajú (SE). “Seremos um dos partidos com o maior número de candidatos nas capitais”, explica Luciana Santos.

Após o encontro de maio, o secretário nacional de Organização do PCdoB, Walter Sorrentino, garantiu, ao detalhar a estratégia de crescimento da sigla, que a intenção não é ser antipetista, mas, sim, “trilhar caminhos diferenciados”. Segundo ele, a proposta é analisar o quadro município por município, evitando maiores desarranjos políticos. “Não queremos a tática do isolamento, mas ser mais do que bons aliados”, disparou, à época, o secretário.

Mas a proposta de fortalecimento do PCdoB também passa pela manutenção das prefeituras hoje ocupadas pela legenda. É diante desse quadro que a prefeita Luciana Santos já firmou posição: o partido terá candidato à sua sucessão, independentemente das alianças. A comunista trabalha com três nomes para substituí-la, o deputado estadual Luciano Moura, o deputado federal Renildo Calheiros e o secretário da Fazenda e de Administração do município, Marcelino Granja. Sobre a hipótese de apoiar o seu vice-prefeito, o petista Paulo Valença, Luciana evita maiores comentários. “Teremos candidatura própria em Olinda”, responde.

História: 31 de outubro de 1904

Osvaldo Cruz, na mordaz caricatura de Bambino
Aprovada, graças ao médico Osvaldo Cruz, a Lei da Vacina Obrigatória. Sob ataque da imprensa, ela chega a causar um levante popular na capital (a Revolta da Vacina), mas é um marco histórico da saúde pública no país. A vacina termina se impondo e liquida a febre amarela, antes endêmica no Rio. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

Nosso artigo de toda quarta-feira no Blog de Jamildo (ex-Blog do JC)

Quem sabe o que quer ouve (pacientemente) o que não quer

No mundo globalizado tal como se apresenta na atualidade, nações isoladas ou que se comportem isoladamente estão fadadas a toda sorte de desvantagens no difícil, e via de regra conflitante, relacionamento com os grandes centros capitalistas, os EUA e a União Européia em especial. Daí a busca da integração dos países do subcontinente sul-americano – uma das pedras de toque da atual política externa brasileira. Nos organismos multilaterais, fala mais alto e obtém melhores resultados nas negociações quem age em grupo.

A constituição de blocos regionais não é novidade. Um exemplo é a ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático), que reúne Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura e Tailândia, desde 1967; Brunei, a partir de 1984; Vietnã desde 1985; Mianmar e Laos a partir de 1997 e Camboja desde 1999. Nessa mesma linha formam-se blocos na África, no Oriente Médio e assim por diante.

Pois bem. Se a integração de países de uma mesma região é necessária, simples não é. Envolve interesses ora convergentes, ora discrepantes; respeito às diferenças; reconhecimento do direito à autodeterminação; sinceridade de propósitos na promoção do progresso e da paz e de benefícios mútuos.

A responsabilidade é de todos, maior ainda daquele ou daqueles que têm vocação de liderança. Caso do Brasil na América do Sul, que tem enfrentado divergências com a Argentina e mais recentemente com a Bolívia, no rumoroso afair das refinarias instaladas ali pela Petrobrás e que foram nacionalizadas pelo governo do presidente Evo Morales, num ato de soberania que o Brasil acatou.

Agora se noticia que o Brasil está negociando com o governo boliviano a retomada de investimentos da Petrobras para exploração de gás – a se confirmarem numa próxima viagem do presidente Lula a La Paz, prevista para novembro. Por enquanto a Petrobras continua explorando os campos de San Antonio e San Alberto, mas tem se eximido da fazer novos investimentos até que as relações entre os dois países – momentaneamente embaraçadas – voltem à plena normalidade.

Nesse sentido, a iniciativa atual do governo brasileiro tem uma dupla intenção – econômica, porque o gás boliviano ainda é indispensável para satisfazer nossas demandas de energia; e política, na medida em que, assim, estreitará relações com um dos parceiros do bloco sul-americano em formação.

O presidente Lula e o Itamaraty agem segundo o adágio popular: quem sabe o que quer tem que ter a paciência para ouvir o que não quer. O Brasil, nesse caso, sabe muito bem o que quer – por isso não se deixou levar pelos arroubos verbais de Morales, nem pela grita interna da oposição à direita (que queria uma ruptura com a Bolívia), manteve a linha e se prepara para obter os frutos.

Projeto Casa Brasil é inaugurado no Recife


No Boletim Diário da PCR:

Nesta terça-feira (30), às 10h, o prefeito em exercício, Luciano Siqueira, participou da cerimônia de inauguração da primeira unidade do Projeto Casa Brasil, em Pernambuco. A instituição começou a funcionar no Centro Social Urbano (CSU) Eraldo Gueiros, em Peixinhos, sob a coordenação da Prefeitura do Recife.

A Casa Brasil é um projeto do Governo Federal que tem como objetivo minimizar a desigualdade social em regiões de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). “Através desse centro a comunidade passa a ter a possibilidade de manusear as ferramentas de informática. Assim, oferecemos um espaço de transformação para as pessoas”, disse Luciano Siqueira.

A cerimônia contou com a presença da prefeita de Olinda, Luciana Santos, dos secretários adjuntos de Serviços Públicos, Antônio Valdo, e de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Aurélio Molina. Além do coordenador do Projeto Nacional Casa Brasil, Alexandre Carvalho e do integrante da banda Etnia, Canhoto.A unidade da Casa Brasil de Peixinhos conta com telecentro, equipado com 20 computadores conectados à internet de banda larga, com software livre e acesso gratuito para a comunidade. A unidade também disponibiliza laboratório de informática, sala de leitura com mil títulos, além de laboratório multimídia e auditório.

O secretário Paulo Dantas destacou a parceria entre os municípios de Recife e Olinda. “Através dessa parceria podemos cuidar das pessoas e garantir a população o acesso ao conhecimento e tecnologia. Buscamos a popularização e democratização da tecnologia e da ciência”, comentou. Para Luciana Santos o nascedouro é fruto de uma luta antiga da comunidade. “O nascedouro se transformou na possibilidade de inserir as pessoas na era digital, garantindo a população o processo de desenvolvimento comunitário”.
Foto: Fernando Silva

Nova pesquisa no Recife

No Acerto de contas:
Pesquisa Datamétrica para prefeito do Recife
A Datamétrica fez 7 cenários para Prefeito, variando os candidatos ente os partidos, exceto aqueles que serão candidatos de toda forma, como Mendonça Filho. Foram ouvidas 1.600 pessoas nos dias 27 e 28 deste mês, com margem de erro de 3,5%.

Os resultados mostram que Mendonça Filho é o grande favorito, pelo menos até agora, nas pesquisas apresentadas. Cadoca, apesar do recall da última eleição, deve desidratar, assim como outras experiências de candidaturas isoladas (ex.Luiza Erundina em São Paulo, na última eleição para Prefeito).

Alguns fatos devem ser apontados.
Luciano Siqueira aparece bem posicionado, em pé de igualdade com o melhor do PT, Maurício Rands
João da Costa e Silvio Costa Filho se saíram muito mal
Mendonça é o grande favorito
Raul Henry e Jungmann têm chances
Clovis Correa faria melhor se desistisse

30 outubro 2007

Facilitando a casa própria

Na ordem do dia o incremento do mercado interno. Nesse sentido, uma boa medida o governo federal está adotando agora, facilitando o acesso a recursos à classe média para a aquisição da casa própria a partir de janeiro.

O Conselho Curador do FGTS permitirá que trabalhadores com renda familiar acima de R$ 4,9 mil por mês usem financiamento do Fundo de Garantia para adquirir imóveis com valor de até R$ 350 mil – desde que tenham conta do FGTS há pelo menos três anos.

Copa no Brasil

No Boletim Diário da PCR:
Recife comemora anúncio da Copa 2014 no Brasil
. A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, em parceria com a Empetur, promoveram, no final da manhã desta terça-feira (30), uma grande festa em comemoração ao anúncio da Copa do mundo de 2014, que será realizada no Brasil. O evento Copa 2014 - Recife te Quer, aconteceu na Praça do Marco Zero, Bairro do Recife, e contou com a participação do prefeito em exercício, Luciano Siqueira e o secretário de Turismo do Recife, Samuel Oliveira. A festa foi amimada por uma orquestra de frevo e passistas do ritmo centenário, a Escola de Samba Deixa Falar e uma queima de fogos.
. De acordo com Luciano Siqueira, a Copa 2014 significa para o Brasil um importante evento que irá trazer diversos benefícios. “Irá melhorar o urbanismo e a economia. O Recife tem todas as características e atributos para sediar alguns dos jogos da copa”, afirmou o prefeito destacando o esforço conjunto do Governo do Estado e da Prefeitura para atender as exigências da FIFA. O secretário de Turismo do Recife Samuel Oliveira, também lembrou a importância de um evento da magnitude de uma copa do mundo para a cidade. “Recife atendeu todas as especificações do comitê olímpico. Será muito importante a realização de um evento mundial na cidade, porque Movimenta o turismo e a economia”. Samuel disse também que Recife já tem a vantagem de ter a tradição de ser pé quente para a Seleção Brasileira de Futebol. A capital pernambucana disputa com mais 18 capitais brasileiras uma das 10 vagas para realização dos jogos da Copa de 2014. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pleiteia junto à FIFA o número de 12 cidades participantes.
Foto: Fernando Silva

29 outubro 2007

No CIEE

Boletim Diário da PCR:
Luciano Siqueira visita CIEE
O prefeito do Recife em exercício, Luciano Siqueira, visitou, no final da manhã desta segunda-feira (29), as instalações do Centro Integrado Empresa Escola (CIEE), localizado no bairro da Boa Vista (Centro do Recife). O prefeito foi recepcionado pelo superintendente Institucional, Germano Coelho, e pela superintendente Operacional, Maria Inês Borges. Durante a visita, Luciano Siqueira enfatizou a importância do CIEE para a Prefeitura, pelo fato da mesma contar com 5.270 estagiários em seu quadro de funcionários. "Essa parceria com o CIEE é muito importante. Podemos ver que eles prezam pela qualidade do aluno", falou. Luciano Siqueira visitou todas as dependências do centro, que ocupa quatro andares de um prédio empresarial.
Foto: Fernando Silva

Menos gente na linha de pobreza


Um estudo do Ministério da Previdência Social divulgado hoje revela o impacto dos mecanismos de proteção social sobre a população do país, com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 21,9 milhões de brasileiros deixaram a linha da pobreza em 2006 como resultado do pagamento de benefícios da previdência e da assistência social.

Os brasileiros de famílias em cada um dos seus integrantes ganha menos de R$ 175 mensais somaram 57,8 milhões no ano passado – 31,5% da população do país. Caso fosse excluída a renda das aposentadorias, pensões, auxílios e da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas), o número de brasileiros abaixo da linha da pobreza aumentaria para 79,7 milhões – 43,5% dos habitantes.

TV pública democrática


No Vermelho, por André Cintra:
TV Brasil não será ''TV do Lula'', diz Tereza Cruvinel
. A TV Brasil terá à sua frente uma mulher de origem mineira, sobrenome catalão, leve sotaque carioca, pele morena e olhos verdes. É a jornalista Tereza Cruvinel, mestre em Comunicação Social pela Universidade de Brasília e profissional da área há 25 anos. No que define como o “maior desafio” de sua carreira, ela deixou o jornal O Globo (onde mantinha uma coluna política desde 1986) para presidir a EBC (Empresa Brasil de Comunicação, gestora da TV Brasil).
. Em sua opinião, a nova emissora não tem caráter governamental, não é a “TV do Lula”, nem fará o “jornalismo chapa-branca” típico das emissoras do gênero. “Uma TV Pública tem por vinculação direta e por obrigação estar a serviço da cidadania, da sociedade civil”, explica Cruvinel, em depoimento exclusivo ao Vermelho. “O foco da TV Brasil é em educação, em nossa diversidade cultural, em cidadania.”
. Leia a entrevista na íntegra http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=27477

Mais sobre “Os donos da Praça da República”

Da amiga escritora Inah Lins:

“Li o seu texto, aliás, belíssimo.

O conto está pronto, não precisa ser recontado por ninguém, você já o fez e muito bem,a sensibilidade com que descreveu,transformando a imagem em palavras simples, coloquial e o mais difícil, o que se lê nas entrelinhas.

Parabéns, amigo.”

Pela democratização da mídia

No Vermelho:
Movimento Pró-Conferência de Comunicação lança site
Com o objetivo de reunir e disponibilizar informações, documentos e materiais que mobilizem a sociedade pela realização da I Conferência Nacional de Comunicação, 29 organizações lançaram no início de outubro o site do Movimento Pró-Conferência. O endereço eletrônico da página é http://www.proconferencia.com.br/

O movimento defende que a Conferência cumpra o papel de acompanhamento e avaliação das políticas para o setor de comunicações, se constituindo como processo e incluindo:

* A sua incorporação como compromisso dos poderes da República, especialmente do Executivo Federal com todos seus órgãos relacionados ao setor; bem como o Congresso Nacional, o Judiciário e o Ministério Público;

* A adoção do princípio da ampla e democrática participação como forma de trazer as contribuições das mais várias representações da sociedade organizada para o debate da Conferência;

* O mais amplo envolvimento da população através da realização de etapas estaduais e regionais antes da etapa nacional;

* A inclusão da sociedade civil no processo de organização da Conferência, garantindo inclusive meios materiais para esta participação; e

* O compromisso de, a partir do debate com métodos democráticos, construir linhas gerais para um novo momento nas políticas públicas para as comunicações; entendendo que qualquer mudança substancial nas políticas vigentes deva ser feita somente a partir das deliberações da Conferência.

Mídia assimétrica

Sábado passado, manchetes de alguns dos principais jornais do país destacavam escuta telefônica que teria insinuado contribuição financeira da Cisco – empresa flagrada pela Polícia Federal na Operação Persona, acusada de fraudar o Fisco, que teve seus principais dirigentes presos - em operações de para o PT.

Se for verdade, que se apure e se puna os responsáveis.

Porém pouco destaque se deu para o fato – noticiado no Blog do Josias – de que os negócios irregulares da Cisco prosperaram durante governo tucano de FHC.

Em auditoria aprovada na sessão de 07 de julho de 2004, o Tribunal de Contas da União apontou irregularidades em contratos firmados pela CEF (Caixa Econômica Federal), para a aquisição de componentes eletrônicos fabricados pela multinacional norte-americana. As transações foram fechadas em 2002, último ano da gestão tucana de Fernando Henrique Cardoso. Alçam à casa dos R$ 28.153 milhões. Resultam de compras realizadas sem licitação, ambas destinadas ao fornecimento de produtos da Cisco. Um dos fornecedores é a IBM do Brasil (R$ 22,740 milhões). O outro é a empresa Alcatel Telecomunicações (R$ 5.413 milhões).

Trabalho escravo

Século XXI. Quem disse que não há mais trabalho escravo no Brasil? Veja o que noticia a Folha de S. Paulo: Apenas duas semanas após o Ministério do Trabalho retomar as atividades dos grupos móveis de combate ao trabalho escravo, 90 trabalhadores já foram resgatados em operações realizadas em três Estados. Fiscalização é feita em Mato Grosso, Pará e Maranhão, onde blitze encontraram condições de trabalho degradantes em fazendas.

História: 29 de outubro de 1963

Começa a greve dos 700 mil em SP, envolvendo 78 sindicatos. Obtém aumento salarial de 80%, mas não sua reivindicação central, a unificação das datas-base. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

Lembrança de Ghandi

Da amiga Inez Almeida sobre minha crônica Os donos da Praça da República, publicada no Vermelho e reproduzida aqui no Blog:

Quando li "Os donos da praça da República", me fez lembrar de duas frases de Ghandi: "Nós devemos ser a mudança que queremos ver no mundo". "A arte da vida consiste em fazer da vida, uma obra de arte".
*
Fico feliz, Inez, pelo modo como acolheu minhas modestas impressões sobre um fato fortuito observado numa manhã paulistana de setembro.

Bom dia, Adalberto Monteiro

Rio de Janeiro

O mar não se retém
Pela solidez de tuas ilhas,
Nem pela barreira do continente.
Seduzido pela tua beleza, ele
Abdica da bravura e adquire
A serenidade dos rios.

O Atlântico ao entrar na tua alcova,
Deixa de ser um masculino oceano.
E passa a ser uma fêmea:
A macia baía da Guanabara.

Interpoética tem coisa nova

Cida Pedrosa e Sennor Ramos informam as novidades da Interpoética.

A poesia de Terêza Tenório é revisitada no livro: A Musa Roubada. Edição justa e necessária para uma das grandes poetisas da Geração 65. Confira os textos de Wellington de Melo, André Cervinskis e Flávio Chaves que falam da obra de Terêza.

CORDA VIRTUAL- Mote proposto pelo poeta e nosso colunista Raimundo de Moraes: “Amanhã vá no cartório/passar seu cu pro meu nome”. Continua fazendo o maior sucesso o mote, que segundo o nosso mentor e parceiro do Jornal da Besta Fubana, também conhecido como Papa Berto I, denominou de UM MOTE DA GÔTA SERENA. Qual o próximo a entrar na rede e na roda? Habilite-se! Este é um mote para ser glosado por quem tem coragem. Suzana Morais já glosou.

LANÇAMENTOS - O livro Legados da Alma do poeta Nivaldo Lemos terá novo lançamento, após o sucesso da sua primeira apresentação pública. O escritor Flávio Chaves faz a abertura do livro.

A Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda edita sua 6ª Antologia Poética. Grande resistência nestes tempos bicudos. Viva Olinda e seus poetas vivos. O poeta André Cervinskis, também participante do movimento, assina o prefácio.

É bom estar de olho

A economia brasileira mudou e, com isso, o Índice de Preços por Atacado (IPA), que mede a inflação do setor produtivo e é calculado pela Fundação Getúlio Vargas, também vai mudar. A partir de janeiro, o agronegócio terá peso maior na composição do índice, com 27,89% do total. O IPA será mais sensível às oscilações do preço da soja (com 5,38% do peso total) do que às do petróleo, pois o óleo diesel, antes líder, representará 5% do total. A notícia está no Estadâo de hoje.

ONG criada por Dona Ruth sob suspeita

A esposa do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso certamente não tem nenhuma responsabilidade nisso. Mas é lamentável a revelação da Controladoria Geral da União, a pedido da CPI das ONGs: suspeita de fraude na prestação de contas de uma das principais executoras do projeto do Programa Nacional de Alfabetização de Jovens e Adultos, a Associação Alfabetização Solidária, criada há 11 anos por ela.

A Alfasol, de Brasília, recebeu R$ 71,4 milhões, R$ 15,1 milhões no atual governo. Nove de 11 endereços usados pela entidade na capital são falsos. Onde havia alunos, o número era inferior ao declarado e os professores não recebiam o salário repassado pela União – noticia o Jornal do Brasil, hoje.

Biocombustíveis X alimentos

Continua na agenda, especialmente dos países com potencial produtivo. A produção de biocombustíveis implica em redução da érea destinada às culturas alimentares? A FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) tem um estudo sobre o assunto, lembra nota da Agência Brasil, hoje, com orientações sobre as possibilidades de uso da bioenergia sem comprometer a segurança alimentar.

O representante brasileiro na Organização, José Graziano, observa: “Qualquer atividade econômica traz riscos, e cabe aos governos adotar as medidas regulatórias adequadas para minimizá-los e maximizar as oportunidades.”

A FAO sugere aos governos implantar o zoneamento agrícola impositivo, determinando as culturas apropriadas para cada área, de forma que a desobediência não acarrete apenas a impossibilidade de obter crédito oficial. O incremento das pesquisas seria necessário para potencializar o uso de novas matérias-primas, como a celulose. Mercados, impostos e contratos da cadeia produtiva necessitariam de um marco legal para garantir a inserção da agricultura familiar.

28 outubro 2007

Crônica do domingo

Ampulheta, uma viagem no tempo
Waldir Pedrosa Amorim*

Possuía estranha obsessão por uma ampulheta antiga herdada de seu bisavô, guardada cuidadosamente sobre a escrivaninha. A confluência daquelas duas formas cônicas dispostas em sentido oposto, separadas por um diminuto estrangulamento havia lhe dado a mais que perfeita noção do tempo.

Grãos finíssimos a escoarem lenta e continuamente por um pertuito pré-determinado, obedecendo à mais singela lei da gravidade, conferiram-lhe a percepção da inexorabilidade do que passa e não retorna, do acontecido que não retroage, do feito que não se desfaz.

Grãos medonhos bem mais plangentes que o tique-taque do relógio das horas, com mais poderes que os sinos da matriz.

Aprendera quando o tempo fora imensurável e despreocupado, quando pertencera aos relógios de sol como marco de sombra refletida, quando teria sido vela consumida sobre a cabeça dos escravos que o anunciavam. Escravos do tempo, pensou consigo, como outros se transmutariam em escravos do tempo anunciado.

Lembrou que ganhara dos filhos um relógio de pulso capaz de fazer conferir as horas em qualquer latitude do mundo. Mal sabia ajustá-lo para as horas de Paris, Nova Iorque, Moscou, Buenos Aires, Londres e do Rio de Janeiro. Conferia-o para as horas brasileiras, ou, melhor dito, do seu pequeno rincão onde se deslocava daqui para acolá a cumprir seus passos comedidos gastos na condução repetitiva da rotina.

Era noite, e diante da velha ampulheta rememorava o tempo das crianças. Sabia que a elas não se podia prometer um tempo por demais comprido. Aprendera que quanto menores, mais o aguardar se transformava em eternidade. Com seus avós aprendera o tempo paciente dos idosos. Consigo próprio, o tempo doce das conjecturas, o duro tempo das conquistas e o amargo tempo do desprazer.

Havia jantado e sentara-se para ler um pouco, devanear um pouco, quem sabe escrever um pouco. Curto era este necessário tempo noturno que por vezes lhe retribuía manhãs sonolentas quando varava as madrugadas, por entusiasmo, por obsessão. Era seu modo de se refestelar de um tempo útil em significados.

Vigilante, lá estava sua ampulheta escorregando uma metáfora de vida. Rabiscou um poema e inquieto foi deitar tomando um livro de poesia de Elliot para relê-lo enquanto o sono lhe possuísse. Descobriu um poema iniciado assim: Eis-me aqui, um velho em tempo de seca, / Um jovem lê para mim, enquanto espero a chuva....... Na epígrafe do poema, uma citação de Shakespeare: Não és jovem nem velho, / mas como, se após o jantar adormecesses, / Sonhando que ambos fosses. Adormeceu e sonhou. Seus sonhos, deslocados do tempo, diziam da atemporalidade dos mistérios de sua alma.
* Do livro “Palheiro Cotidiano – Contos e Crônicas”

27 outubro 2007

Ausculta democrática

No Vermelho:
TV Brasil definirá programação a partir de consulta popular
. A programação da TV Brasil, emissora pública federal prevista para entrar no ar no próximo dia 2 de dezembro, será definida sob consulta pública. "Não só pela internet, promoveremos ampla campanha de escuta e troca de opiniões, para que a cara da TV Brasil não chegue pronta ao espectador, mas seja feita com a ajuda dele", disse nesta sexta-feira 926) em São Paulo o secretário do Audiovisual, Orlando Senna, recém-nomeado diretor-geral da empresa.
. Senna disse que esse método de programação o "fascina, não só porque nunca foi feito, mas porque temos de providenciar que a TV Brasil seja eqüidistante dos poderes econômico e político, ambos muito perigosos para uma TV pública".
. Leia a matéria http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=27422

Sua opinião é importante


Para inserir sua opinião, clique sobre a palavra "comentários", abaixo. Você tem a opção de assinar gratuitamente o blog e toda vez que postar seu comentário sua assinatura será imediata. Ou usar a opção “anônimo”, porém assine ao final do texto para que possamos publicar o que você escreveu. Para enviar um e-mail clique aqui: lucianosiqueira@uol.com.br

História: 27 de outubro de 1965

Fortuna: "Para ficarem só 2 partidos, a UDN e a UDN"
O general Castelo Branco impõe sua reforma partidária: pelo Ato Institucional nº 2, extingue os 13 partidos existentes, suprime a eleição direta para presidente e reabre as cassações. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

Sobre metáforas e neurônios-espelho


Ciência Hoje On-line:
Hipótese associa capacidade de compreender metáforas a neurônios que representam nossas ações
. O que você diria da frase-síntese com que William Shakespeare descreveu o alumbramento de Romeu por Julieta? “Julieta é o Sol”. Ou da descrição que Carlos Drummond de Andrade fez do seu sentimento: “O mar batia em meu peito, já não batia no cais.” Você entenderia perfeitamente que o escritor inglês quis descrever a beleza luminosa e quente de Julieta, na percepção de Romeu, e não que ela fosse realmente o nosso astro-rei. E que o nosso poeta maior enfatizava a emoção que lhe fazia bater forte o coração, e não a sua presença física na praia. Esse é o poder das metáforas, que se baseiam na nossa capacidade de associar conceitos aparentemente não relacionados, buscando o que têm em comum.
. De que modo o nosso cérebro consegue essa proeza tão caracteristicamente humana? A explicação pode estar nos neurônios-espelho, segundo uma hipótese intrigante proposta por três neurologistas americanos – Paul McGeoch, David Brang e Vilayanur Ramachandran, da Universidade da Califórnia em San Diego – e divulgada por via eletrônica antes da publicação pela revista Medical Hypotheses.
. Leia a matéria na íntegra http://cienciahoje.uol.com.br/103861

Guerra fiscal nos municípios

Tem um dado da pesquisa Perfil dos Municípios Brasileiros, divulgado ontem pelo IBGE, no Rio de Janeiro, que merece atenção. A quase metade dos municípios do país adotou, em 2006, algum mecanismo de incentivo fiscal para atrair empreendimentos. Por outro lado, houve aumento na cobrança de diversos tipos de taxas ao cidadão.

Nada menos que 49,5% dos municípios doaram terrenos ou concederam isenção fiscal, sendo que em cidades grandes, com mais de 500 mil habitantes, esse percentual chega a 86%.
É a guerra fiscal, que só acabará quando acontecer a tão esperada reforma tributária. E, com a aceleração do desenvolvimento, quando forem adotados mecanismos de efetiva redução das desigualdades regionais e intra-regionais.

Ainda sobre a pesquisa

Na Folha de Pernambuco, por Marileide Alves
Siqueira: pesquisa reforça tese

O prefeito do Recife em exercício, Luciano Siqueira (PCdoB), disse ontem que a pesquisa sobre a sucessão do prefeito João Paulo (PT), realizada pelo Ipespe, “deve ser levada em conta”. Para o comunista, o levantamento reforça a tese de mais de uma candidatura, defendida com afinco por ele e pelo deputado federal Silvio Costa (PMN). Mesmo longe do Recife - ele cumpria ontem agenda em São Paulo -, Siqueira fez questão de tecer comentários sobre a sondagem. Apesar de considerá-la prematura, Luciano admitiu que a pesquisa é “útil” tanto para os aliados quanto para a oposição. “É muito interessante. Como percepção de tendências é útil para nós e para os opositores”, avaliou.

Na sondagem do Ipespe, o cenário é o seguinte: Mendonça Filho, do DEM, com 28%; Carlos Eduardo Cadoca (PSC) somou 25%; Raul Henry (PMDB) e Sílvio Costa Filho (PMN), com 7%, e João da Costa (PT) e Luciano Siqueira (PCdoB), com 5%.

O comunista disse se sentir honrado com a lembrança do seu nome por 5% do eleitorado. “Isto pode significar que o caminho que o PCdoB está percorrendo para construir minha candidatura está dando resultados positivos”, observou. Ele também analisou a posição do deputado estadual Sílvio Costa Filho (PMN). Para Siqueira, “o potencial” de Sílvio Costa Filho “deve ser levado em conta”, apesar de o deputado negar que seja postulante ao pleito. “Embora esteja atuando nesse sentido (como candidato). E acho que ele está correto”, comentou, fazendo menção aos outdoors espalhados pela cidade com os feitos do parlamentar.

Quanto ao fraco desempenho dos petistas João da Costa e Maurício Rands, Siqueira considerou natural. Na opinião do pré-candidato do PMDB, Raul Heny, “qualquer pesquisa neste momento é muito preliminar”. O pré-candidato pelo PSC, Carlos Eduardo Cadoca, não quis comentar os números.
Foto: Arquivo da Folha de Pernambuco

Bioetanol

A Petrobras está produzindo o bioetenol, etanol a partir do bagaço da cana. A empresa informa que isso é possível através de tecnologia inovadora, apta aumentar em 40% a produção brasileira de álcool sem o plantio de único pé de cana adicional.

E que em decorrência disso, terá que haver uma diversificação na matriz de transporte do álcool, com investimentos em dutos, ferrovias e hidrovias para reduzir a predominância do caminhão.

26 outubro 2007

Boa noite, Berthold Brecht

Ferro

No sonho esta noite
Vi um grande temporal.
Ele atingiu os andaimes
Curvou a viga
A feita de ferro.
Mas o que era de madeira
Dobrou-se e ficou.

Qualidade & Gestão


No Boletim Diário da PCR:

. A solenidade de entrega dos troféus da versão 2007 do Prêmio de Qualidade e Gestão Pernambuco (PQGP), realizada na última quarta (24), às 19h, em Apipucos, reuniu gestores e funcionários de empresas públicas e privadas e de instituições militares num momento de confraternização e reconhecimento pela excelência em gestão. O prêmio é realizado pelo Programa Pernambucano de Qualidade (Propeq) e teve o patrocínio institucional da Fiepe, Senai e Sebrae.
. O prefeito do Recife em exercício, Luciano Siqueira, prestigiou a cerimônia, integrando a mesa ao lado do governador em exercício, Guilherme Uchoa; do diretor da Propeq, Oscar Ferreira; do diretor do Senai, Antônio Carlos Maranhão, do superintendente do Sebrae, Murilo Guerra, entre outras autoridades.
. Para analisar os participantes com maior critério, a Propeq designou 63 examinadores que submeteram os concorrentes a um questionário detalhado, além de visitas e entrevistas em cada uma das empresas para definir a premiação que foi dividida em quatro categorias: Reconhecimento pelo compromisso com a Excelência, Troféu Bronze, Troféu Prata e Troféu Ouro, de acordo com o nível de qualidade atingido. Abrindo a cerimônia, a cantora Kátia Guedes interpretou o hino nacional. Depois, houve um momento para a saudação das autoridades, seguida da entrega da premiação e, por fim, um coquetel foi servido ao som da orquestra Aquarius.
. Em sua fala, Luciano Siqueira elogiou a iniciativa do evento. "Com a realização desse prêmio, a Propeq dá uma demonstração de que tem assumido, ao longo dos anos, o compromisso com a sociedade", destacou.
Foto: Fernando Silva

Autonor 2007


Encerra-se neste sábado a Autonor 2007 – Feira de Tecnologia Automotiva, iniciada na quarta-feira.

Ao lado do presidente da federação das Indústrias de Pernambuco, Jorge Côrte Real, do secretário de Administração, Fernando Nunes; do coordenador da Autonor, Emanuel Tenório; do presidente e do diretor da Associação Nacional dos Distribuidores de Auto Peças (ANDAP) e Frederico dos Ramos e Rodrigo Carneiro, tive a honra de cortar a fita simbólica.

Produtos e serviços, peças, assessórios, ferramentas e componentes de interesse do setor de automóveis estão expostas em 300 estandes dispostos em 20.000 m2 de área climatizada. É a segunda maior do país.
Foto: Fernando Silva

Pesquisa reforça tese de mais de uma candidatura

A pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), divulgada ontem e noticiada hoje na Folha de Pernambuco (veja postagem abaixo), a despeito da distância de um ano do pleito – portanto prematura -, merece ser levada em conta.

De minha parte, faço quatro registros.

Primeiro, é honroso ter o meu nome lembrado por 5 a 4% do eleitorado, conforme a simulação feita, tecnicamente empatado com as intenções de voto manifestadas em favor dos deputados Raul Henry (PMDB) e Silvio Costa Filho (PMN). Isto pode significar que o caminho que o PCdoB está percorrendo na preparação de minha pré-candidatura está produzindo resultados positivos.

Segundo, a pesquisa revela tendências, não mais do que isso. Mas reforça a tese originariamente defendida pelo deputado federal Sílvio Costa (PMN) da necessidade de mais de uma candidatura dentre as forças que no Recife apóiam os governos Lula, Eduardo Campos e João Paulo; tese que o PCdoB também tem encampado.

Terceiro, verifica-se, mais uma vez, o potencial do deputado estadual Silvio Costa Filho, que embora ainda não tenha colocado sua pré-candidatura de modo enfático, apenas a admite como possibilidade, deve ser levado em conta. É um nome que pode crescer e se afirmar com uma das alternativas do nosso campo.

Quarto, parece natural que os nomes do PT incluídos na pesquisa – além do ex-ministro Humberto Costa, que tem reiterado que não pretende se candidatar – o secretário João da Costa e o deputado federal Maurício Rands não tenham o desempenho que seria de se esperar, tratando-se da legenda hegemônica na cidade e que abriga o peso e a influência do prefeito João Paulo. Natural tendo em vista as divergências internas no Partido dos Trabalhadores, que têm dificultado a apresentação de um único nome.

2008 em perspectiva

Na Folha de Pernambuco:
Pesquisa acirra cenário eleitoral
Atuais pré-candidatos do PT ficam mal posicionados pelo Ipespe

A um ano das eleições municipais de 2008, o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) divulgou, ontem, o resultado da quarta sondagem Barômetro Pernambuco, que mostra parcialmente o que poderá ser a disputa à Prefeitura do Recife. A amostra, que foi realizada entre os dias 19 e 21 de outubro e entrevistou 500 eleitores no município, apresenta um empate técnico entre o ex-governador Mendonça Filho (DEM) e o deputado federal Carlos Eduardo Cadoca (PSC) nos três cenários trabalhados pelo Ipespe. A margem de erro é de 4,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Os números devem movimentar - ainda mais - o cenário petista, tendo em vista que nem o deputado federal Maurício Rands nem o secretário de Planejamento Participativo da PCR, João da Costa, aparecem bem posicionados.

Quando João da Costa é considerado o pré-candidato do PT, Mendonça aparece com 28% e Cadoca, com 25%, seguidos pelos terceiros colocados - os deputados federal Raul Henry (PMDB) e estadual Sílvio Costa Filho (PMN), ambos com 7%. Em quarto lugar, estão João da Costa e o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (PCdoB), os dois com 5%. O número de votos brancos e nulos é de 10%, e os que não sabem ou não responderam, 14%.

O segundo cenário é o mais disputado, quando o nome do PT é o secretário das Cidades, Humberto Costa. Neste caso, Mendonça soma 25%, seguido por Cadoca, com 24%, e Humberto aparece em terceiro, com 18%. Raul Henry tem 7% das intenções de voto, Sílvio Costa Filho, 6%, e Luciano Siqueira, 4%. Já os votos brancos e nulos caem para 6% e os recifenses que não sabem ou não responderam, para 9%.

Em uma terceira lista, onde o nome do deputado federal petista Maurício Rands é avaliado, Mendonça conta com 29% dos votos, enquanto Cadoca tem 27%. Raul Henry, Sílvio Costa Filho e Luciano Siqueira também estão tecnicamente empatados como terceiros colocados, com 7%, 6% e 5% dos votos, respectivamente. Seguidos por Rands, que tem 2%. Os votos brancos e nulos somam 9% e os eleitores indecisos sobem para 15%.

O deputado Sílvio Filho vibrou com o resultado da pesquisa. “Os números foram bons”, comemorou. Já o pré-candidato e deputado federal Maurício Rands estranhou os dados divulgados. “Ainda é cedo, mas é estranho esse número. Eu tenho outras pesquisas que mostram uma recepção bem maior ao meu nome”. O pré-candidato do PSDC Clóvis Corrêa achou injusto não terem colocado seu nome em nenhum dos cenários. “Sou o único candidato já assumido pelo partido, isso é uma discriminação”. O nome do deputado federal Raul Jungmann também não foi considerado pela pesquisa. Cadoca e Raul Henry não foram encontrados para comentar os dados. Já Mendonça Filho preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

Conduta cuidadosa

Hermano, sempre atento, o amigo Hermano.

Agora tem uma cobrança. “Vi o programa na TV U do seu debate sobre a TV nos anos da ditadura militar, com o pesquisador Túlio Velho Barreto e o jornalista José Mário Austregésilo. Foi muito bom. Mas, por que você não aproveitou para falar de sua pré-candidatura a prefeito?”

Meu caro Hermano: Não poderia fazer isso, seria uma atitude de certa forma inconveniente, uma vez que me convidaram para debater um tema específico. Questão de respeito para com os telespectadores.

Demais, fique tranqüilo, a linha traçada para viabilizar a candidatura a Prefeito vem sendo trilhada com eficiência. Sem alardes, mas de maneira consistente. E você tem ajudado, com certeza.

Melhora índice de emprego

Estamos ainda muito longe da oferta de emprego necessária para atender a imensa demanda reprimida pelos anos de semi-estagnação da economia. Mas são animadores os dados sobre ampliação dos postos de trabalho divulgados ontem pelo IBGE, relativos à Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

A taxa de desemprego de 9% verificada em setembro é a menor para o mês desde o início da série da pesquisa, em março de 2002. O resultado divulgado nesta quinta-feira (25) indica que 201 mil pessoas ingressaram no mercado de trabalho em setembro, número que sobe para 551 mil pessoas quando a base de comparação é setembro de 2006, um crescimento de 1% e 2,7%, respectivamente.

História: 26 de outubro de 1887

O recém-fundado Clube Militar (4 meses) "suplica" à Coroa que não use o Exército como capitão de mato na caça a escravos fugidos, desafiando a ordem do gabinete escravista do barão de Cotegipe. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

25 outubro 2007

Nossa coluna de toda quinta-feira no portal Vermelho

Os donos da Praça da República

A bordo do frescão para o Aeroporto de Guarulhos, nesta clara manhã de setembro, a câmera do celular Sony-Ericson (3,2 pixels – ótima resolução, dizem) apontada para o buquê de rosas vermelhas abandonado a poucos metros da lixeira, tudo parece preparado para uma bela foto. – Tuca vai gostar, quem sabe possamos imaginar juntos o roteiro de um curta-metragem. O desenlace dramático de um grande amor em plena madrugada. O buquê rejeitado por quem o recebeu ou ali largado por quem o desejou usar como sinal do bem-querer e sequer ao derradeiro encontro teve chance. Ou talvez possa inspirar Cida Pedrosa a traduzir a cena em versos cortantes e doloridos. Ou um vídeo-poema a quatro mãos.

Enquadramento perfeito. Luminosidade adequada. Assim, em diagonal, as rosas quase murchas em primeiro plano, a lixeira como pano de fundo. Contraste: rosas ofertadas por amor condenadas à sarjeta.

É o momento do clique. Mas eis que pombos em grupo chegam sem avisar e formam uma roda de ciranda em torno do buquê. Barulhentos. Nervosos. Intrometidos: impedem o ângulo da foto, relegam o buquê a um obscuro e injusto segundo plano. Movimentam-se em moto contínuo, como que a impedir que ao fotógrafo reste o ângulo de visão mínimo de que precisa.

O tempo passa. O ônibus partirá às 6,40. Faltam apenas dois minutos. – Saiam, intrusos de uma figa! Um buquê de rosas abandonado numa manhã de sol vivo na Praça da República é um acontecimento importante, uma tragédia sentimental que há de ser documentada para sempre. Deixem que esse modesto e emocionado observador do alvorecer paulistano faça a foto. Por que não dão uma volta, por um minuto que seja?

O motorista liga o motor. Engata a marcha, dá a saída. Agora não dá mais. Perderam-se o ângulo e o ânimo. Foram-se o poema e a foto. O ônibus se afasta lentamente. Da janela dá para ver que afinal os intrusos, em discreta revoada, se deslocam num rasante com destino à cúpula do edifico do Colégio Caetano de Campos, na esquina da praça. Conseguiram impedir o registro daquele caso de desamor e desesperança, donos que são desta Praça da República acolhedora do prazer e da dor, do sonho e da infelicidade humana.

Bom dia, Alberto da Cunha Melo


Picasso

O homem de borracha

Eu batia na minha infância
doze portas atrás de mim,
e o homem de borracha passava
pela brecha da fechadura.

Por todo lado aparecia
o detetive sem chapéu,
e utilizava uma goteira
como a chuva, para alcançar-me.

Caso eu morresse e ele quisesse
um menino já sepultado,
chegaria ao pequeno corpo
por um buraco de formiga.

Ocultava-me e, no verão,
ressurgiam os companheiros
de farda azul, que me chamavam
o tempo inteiro do jardim.

Quando um dia fugi de casa,
como a esperança, ele esticou
o braço fino para mim
e segurou-me no horizonte.

Sobre o etanol

De Ivanildo Batista Marinho:

Excelente seu artigo “O Etanol, o Brasil e o Banco Mundial”.

É importantíssimo que este artigo tenha uma divulgação muito ampla.

Sobre o nosso artigo "O etanol, o Brasil e o Banco Mundial"

De Audísio Costa:
"Parabenizo pela divulgação no seu Blog do artigo de Rogério Cézar Cerqueira Leite, O etanol, o Brasil e o Banco Mundial. Este é um assunto que envolve vários parâmetros que devem ser analisados. Um é do ponto de vista ecológico. Neste caso é indiscutíveis as vantagens dos biocombustíveis e todos os estudos científicos demonstram isto. Outro é a luta pelo poder econômico. No momento em que o Brasil desponta como um país que pode emplacar a hegemonia do poder na área de bicombustível, portanto reduzindo o poder dos países mais ricos no mundo atual, isto gera conflitos de interesse. Daí o relatório do Banco Mundial, que nunca defendeu os interesses dos países em desenvolvimento, menos ainda dos pobres, mas aqueles dos EE. UU.Entretanto é importante considerar que o projeto de biocombustíveis brasileiro é antigo, mas só agora tomou nova força em conseqüência do governo Lula, que entende a importância de se promover um desenvolvimento sustentado do país, em especial em áreas que possam gerar rapidamente empregos e sejam de difícil competição pelos países desenvolvidos, como é o caso dos biocombustíveis. O Brasil tem terra, sol e água como nenhum outro país tem. Entretanto não nos enganemos. As multinacionais, nos últimos anos têm investido na compra de nossas usinas produtoras de álcool. Veja o exemplo de Pernambuco. Cujo objetivo maior é a garantia de lucro fácil. Neste aspecto é importante estarmos atentos. Pois em essência está a luta entre o capital e o social."
*
São consistentes seus argumentos, Audísio. Apenas um pequeno reparo: o artigo é de minha autoria, apenas cito, no fim, o texto do professor Rogério Cézar Cerqueira Leite - que, na verdade, resume a argumentação essencial do que pretendemos dizer.

Violência nos estádios


Boletim Diário da PCR:
Prefeito em exercício recebe organizador de seminário sobre futebol
. O prefeito em exercício do Recife, Luciano Siqueira, recebeu na manhã desta quarta-feira (24), em seu gabinete, o organizador do 1º Seminário Internacional sobre Futebol, Violência Urbana e Impunidade, Aylton Alfredo Souza. O coordenador do evento veio apresentar o projeto e pedir o apoio da Prefeitura do Recife na realização do evento. De acordo com Souza, o seminário irá abordar experiências adotadas por estados do Brasil e países onde existem conflitos envolvendo o futebol. “Visitamos os países para conhecer bem o trabalho desenvolvido por eles na área da violência nos estádios. Esses trabalhos serão apresentados durante o encontro por representantes de cada país”. O seminário será realizado entre os dias 27 e 29 de fevereiro de 2008, no Centro de Convenções de Pernambuco, no Recife.
. Segundo Luciano Siqueira, o seminário é uma ótima iniciativa e vai permitir uma troca de idéias entre os personagens que atuam na questão. “Esse encontro será de grande importância. A violência nos esportes é uma expressão da realidade difícil da população”, Para Luciano, o futebol é esporte de congregação entre as pessoas e “numa comemoração, as pessoas se abraçam com quem está do lado mesmo sem se conhecerem”, destacou o prefeito sobre o espírito de paz que o futebol representa. O prefeito em exercício pediu que quando o projeto do seminário estiver terminado, que seja feito um novo contato para avaliar a participação da Prefeitura no evento.
Foto: Fernando Silva

Vamos ao teatro?

“O bom samaritano”, de Hermilo Borba Filho. Dias 27 e 28 de outubro, 3, 4, 5, 23, 24, 25 e 30 de novembro e 1 e 2 de dezembro de 2007. Sempre às 20 horas.

No Teatro Hermilo Borba Filho (Cais do Apolo s/n - em frente ao Anexo do Tribunal Regional Federal da 5ª Região - Bairro do Recife, que pode ser acessado também pela Rua do Apolo n. 121 - oitão do Teatro Apolo).

Morse Lyra está no elenco.

24 outubro 2007

Contra a sífilis e o HIV

A erradicação da sífilis congênita e o combate ao HIV/AIDS são objetivos contidos nas Metas do Milênio, definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2000, para tornar o mundo mais solidário e justo, até 2015.

O Ministério da Saúde está procurando contribuir nesse sentido através da redução do número de recém-nascidos que apresentam infecção por HIV/AIDS e sífilis congênita. É o Plano Nacional de Redução da Transmissão Vertical do HIV e da Sífilis Congênita.
Em 2005 foram registrados 530 casos de transmissão vertical de HIV (transmissão do vírus da mãe para o bebê) e 5.710 ocorrências de sífilis congênita, segundo o Boletim Epidemiológico, divulgado pelo ministério.

Entre as medidas que o governo pretende adotar está a ampliação dos exames anti-HIV para mulheres grávidas.

Venezuela no Mercosul

O ingresso da Venezuela no MERCOSUL foi aprovado ontem na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados. Os passos seguintes são a discussão da matéria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, em seguida, no plenário da Câmara. Depois irá ao Senado.

Em declaração ao portal Vermelho, o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), membro da comissão, um dos defensores da proposta, disse que “a aprovação do acordo para inclusão da Venezuela ao MERCOSUL é um passo decisivo para a integração física, política, econômica, comercial e diplomática dos países da América do Sul e uma vitória importante da diplomacia brasileira no esforço da consolidação do bloco formado pelas nações sul-americanas”.

História: 25 de outubro de 1975


Herzog, na foto montada por seus assassinos
Torturado até a morte por asfixia, no Doi-Codi-SP, o jornalista da TV Cultura Wladimir Herzog, 38 anos. O Legista Harry Shibata atesta suicídio, sem ver o corpo. O assassinato provoca o 1º protesto de massas desde o AI-5, na missa de 7º dia. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

Resgate histórico

No Jorn al do Commercio:
Hospital Pedro II recebe ajuda da PCR
O projeto de restauração do Hospital Pedro II, nos Coelhos, área central da capital, iniciado há seis meses, ganhou mais um parceiro. O prefeito em exercício do Recife, Luciano Siqueira, anunciou a doação de R$ 1,5 milhão para as obras do centro, nos próximos dois anos.

Com a disponibilização dos recursos, a administração municipal se junta ao Governo do Estado e à iniciativa privada na empreitada de trazer de volta um centro de saúde que foi responsável pela formação de várias gerações de médicos e outros profissionais de saúde.

O projeto está orçado em R$ 18 milhões e é gerido pelo Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira (Imip), que desde 2006 assumiu a responsabilidade pelas obras de restauro. A contrapartida do Estado foi de R$ 6 milhões, divididos também em dois anos. A Companhia de Eletricidade de Pernambuco (Celpe) disponibilizou um serviço de doação voluntária por meio das faturas mensais ou pelo endereço www.celpe.com.br.

Para o prefeito em exercício, a reforma do Pedro II corrige uma injustiça histórica. “Essa restauração significa um retorno às origens. Sou médico formado na Universidade Federal de Pernambuco e me orgulha muito podermos devolver um equipamento deste porte à cidade. Novos profissionais serão formados neste centro e pelo apelo histórico que o lugar possui, poderá se tornar até um ponto de visitação”, afirmou. Siqueira acrescentou que os recursos serão disponibilizados por um acordo entre a Secretaria de Saúde do Recife e o Imip.

Nosso artigo de toda quarta-feira no Blog de Jamildo (ex-Blog do JC)

O etanol, o Brasil e o Banco Mundial

Desde a sexta-feira passada, quando divulgou em Washington, EUA, o Relatório sobre Desenvolvimento Mundial 2008 – Agricultura para o Desenvolvimento, o Banco Mundial (Bird) vem afirmando que, a despeito de contribuir na diminuição das mudanças climáticas e da dependência de combustíveis fósseis, o biocombustível pode também causar aumento no preço dos alimentos, no desmatamento das florestas e na disputa por terra e água.

Isso já vinha sendo dito por organizações ambientalistas, e pode valer para certas áreas do Planeta, como os EUA que produzem etanol a partir do milho; mas não vale para o Brasil.

O documento assinala que o nosso país é o “maior e mais eficiente” produtor mundial de álcool combustível (etanol) derivado da cana de açúcar. De um total de 40 bilhões de litros produzidos em 2006, 42% vieram do Brasil, 46% dos Estados Unidos - que usam prioritariamente o milho - e 4% da União Européia.

Como se sabe, a produção de biocombustíveis é um dos pilares de atual política energética do governo federal.

O documento, tomado em seu sentido mais geral, deve ser levado em conta. Mas, de certa maneira, pode estimular opiniões equivocadas que circulam cá entre nós. Por isso é oportuno que seja lido cotejando-o com estudos que demonstram que aqui a situação é outra.

Por exemplo: em artigo de alguns meses atrás na Folha de S. Paulo, o renomado cientista Rogério Cézar Cerqueira Leite caracterizou como uma “extrema eco-paranóia” o temor de expulsão do cultivo de alimentos e incremento da fome pela ocupação de parte de nossas terras disponíveis para a produção de etanol.

Ele argumenta que a atual produção brasileira - 17 bilhões de litros de álcool - ocupa apenas 3 milhões de hectares (outros 3 milhões para o açúcar). Excluindo as terras com atividade agrícola e toda área ocupada por floresta ou ambientalmente sensível, o país dispõe de 300 milhões de hectares de solo com qualidade e pluviometria adequadas para o cultivo da cana. Se multiplicarmos por dez a produção atual, não seriam ocupadas senão 10% das terras. Entretanto, diz ele, com a adoção das melhores tecnologias já em uso ou em estado de desenvolvimento avançado, esse percentual pode ser reduzido para entre 3 e 5%.
Demais, “a cada unidade de combustível fóssil despendida com a produção de álcool, 8 e meia unidades de gasolina deixarão de ser queimados”, a que se deve acrescentar que “uma expansão da produção do etanol só pode gerar emprego e aumentar salários”.

Oxalá as palavras de Rogério Cézar Cerqueira Leite não sejam abafadas por uma leitura mecanicista do relatório do Banco Mundial.

Cadeia produtiva

Está no Jornal do Brasil de hoje. Com base em dados do IBGE, pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas traçaram o perfil de uma figura-chave na sustentação do tráfego de drogas consideradas ilícitas: do sexo masculino, jovem, rico, com acesso à universidade e mantém uma média de gastos com drogas de R$ 75 por mês, em valores corrigidos.

A faixa considerada como elite – que os pesquisadores classificam como classes A e B - representa 72,54% dos usuários assumidos.

Bom dia, Cida Pedrosa

as histórias e o escuro

o escuro é criadouro
nele a imagem cresce
e a boca se agiganta

o ouvido ouve vozes de princesas
o nariz sente cheiros de além mar

tem no medo seu parceiro
no desejo seu pensar

o escuro é passagem para a alma
viagem para o corpo
casulo para as mãos

ilumina a fogueira
põe chama no terreiro
e se veste de sertão

o escuro é criadouro
cospe fogo e ventania
cria criança e estrelas
é ave de arribação

23 outubro 2007

Foi-se mais um bom poeta

Alberto da Cunha Melo, França e, hoje, Orismar Rodrigues. Em poucos dias, três poetas pernambucanos nos deixam.

Orismar Rodrigues era um bom poeta e um jornalista competente que conduziu a coluna social do Jornal do Commercio, por dez anos, com sucesso, rigor, compromisso e ética. Mesclava informações específicas com política, arte e cultura. E, através de sua atividade profissional, ajudava a recriar nossa cultura com talento.

Pessoalmente, perdi um amigo

Partido forte

De Marcos Tenório, companheiro e amigo, desde Brasília:

"Todos os dias leio aqui no seu Blog notícias muito animadoras da luta política do nosso partido em Pernambuco. E saber que em Garanhuns o Partido vai crescer e se firmar no cenário político, me anima ainda mais.

As novas filiações darão um novo perfil e uma nova representação política, que sem dúvida, se manifestará positivamente nas próximas eleições.

Torso para que o Partido seja forte em Garanhuns, como está sendo em Pernambuco e em todo o país."

22 outubro 2007

O Bloco e as eleições municipais

Esclarecendo aos me perguntam por telefone e por e-mail, a propósito das declarações do presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, no Jornal do Commercio de sábado.

Especificamente sobre o Bloco de Esquerda (PCdoB, PDT, PSB, PMN, PRB, PHS), constituído na Câmara dos Deputados e estruturado em alguns estados, como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, dentre outros.

No almoço que tivemos, Renato, Luciana Santos e eu, na sexta-feira, com o governador Eduardo Campos, no Palácio do Campo das Princesas, o tema veio à tona a partir de considerações acerca do cenário nacional. Porém sem um foco específico na realidade do Recife.

A concepção dos integrantes do Bloco é de que se deva analisar cada estado caso a caso, respeitando as realidades locais. Sem açodamento.

Daí que uma provável candidatura do PCdoB à Prefeitura do Recife não tem que ser necessariamente patrocinada pelo Bloco de Esquerda. Pode ser mais ampla, ou não. Tudo depende do cenário a ser apresentar no início de 2008.

Foi nesse sentido que se pronunciou Renato, referindo-se portanto a uma linha geral.

No que diz respeito à nossa provável candidatura, isto sim, ele agregou a variável nacional: o propósito dos comunistas de disputarem o pleito com candidatos próprios na maioria das capitais.

Reforço de qualidade

Ontem (domingo), a Câmara Municipal de Garanhuns foi a casa do PCdoB durante as três horas em que transcorreu a Segunda Conferência Municipal do Partido. E acolheu expressivo número de militantes e dirigentes e parlamentares de partidos aliados, que testemunharam o ingresso, nas fileiras comunistas, do ex-prefeito Bartolomeu Quidute, de Rosa Quidute, Ouvidora geral do Município, do vereador Aldemiro Aquino, dentre outros destacados combatentes da luta democrática.

O prefeito Luis Carlos (PDT) e o presidente municipal do PTB, Givaldo Calado, saudaram os militantes do PCdoB e enfatizaram a importância da unidade em curso, tendo em vista o pleito do ano vindouro, entre pedetistas, petebistas e comunistas.

A reunião foi presidida por Tadeu Moraes, reeleito presidente municipal do PCdoB.
O ingresso de Bartolomeu Quidute fortalece o PCdoB não apenas em Garanhuns, mas na microrregião do Agreste Meridional.

Da direção estadual do PCdoB, compareceram Alanir Cardoso, Luciana Santos, Luis Pereira e esse amigo de vocês.

No Hospital Dom Pedro II

Minha presença na feijoada no Hospital Dom Pedro II, sábado, nada tem a ver com a pré-candidatura a prefeito do Recife, como sugere a coluna Cena Política (Jornal do Commercio de hoje).

A Prefeitura do Recife é partícipe do movimento pela restauração do velho hospital. Minha presença honrou um compromisso assumido pelo prefeito João Paulo.

Ao ser chamado para dirigir uma palavra aos participantes, solicitei a presença, ao meu lado, os secretários João da Costa (Planejamento) e Tereza Campos (Saúde). Ambos são destacados componentes de nossa equipe de governo, nada mais justo que estivessem ao meu lado.

História: 22 de outubro de 1823

O inglês lord Grenfell, a serviço de d. Pedro I, sufoca levante em Belém e prende 256 liberais no porão do brigue Palhaço. À noite, atira cal virgem no porão superlotado. No dia seguinte, apenas 4 prisioneiros estão vivos. (Vermelho http://www.vermelho.org.br/).

Sua opinião é importante


Para inserir sua opinião, clique sobre a palavra "comentários", abaixo. Você tem a opção de assinar gratuitamente o blog e toda vez que postar seu comentário sua assinatura será imediata. Ou usar a opção “anônimo”, porém assine ao final do texto para que possamos publicar o que você escreveu. Para enviar um e-mail clique aqui: lucianosiqueira@uol.com.br

21 outubro 2007

Questão tática

Blog da Folha:
Alani: "Discordamos da tática"
O prefeito João Paulo (PT) usa todo tipo de argumento para o PCdoB não lançar seu vice Luciano Siqueira na disputa municipal, mas os comunistas estão avaliando que chegou o momento de não serem meros coadjuvantes.

Presidente do PCdoB, Alani Cardoso discorda do petista, de que mais de uma candidatura do campo governista é um erro político. Ao contrário, ele considera uma estratégia correta porque, assim, os partidos aliados terão como somar forças no segundo turno.“É legítimo que o PT tenha candidato. Discordamos é da tática para a batalha que vamos travar”, alerta Cardoso, destacando que a oposição está se armando com candidaturas distintas.

Além disso, há um planejamento dos comunistas de lançarem candidatos em 14 capitais para fortalecer o partido. E o Recife é estratégico, tanto que, segundo Alani, há uma aderência das pessoas ao nome de Luciano Siqueira. “É uma candidatura que tem simpatia”, ressaltou.

É preciso avaliar se também tem votos. Diante disso, Alani considera que o PCdoB não pode lançar uma candidatura pelo simples desejo. Segundo ele, é necessário reunir forças, tanto que vem conversando com líderes de siglas aliadas.

Não descarta nem o PT. Lembra que o presidente do partido, Dilson Peixoto, admitiu, em entrevista à Folha de Pernambuco, a possibilidade de se apoiar um nome não-petista.

Crônica do domingo

Conselhos de um velho apaixonado
Carlos Drummond de Andrade

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.Se o 1º e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Algo do céu te mandou um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela
estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado... Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua ida.
Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio.

Por isso, preste atenção nos sinais.

Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!!

Ame muito.....muitíssimo...

Natal gordo

Pelo menos quanto às previsões de vendas no comércio no período natalino, tudo indica que o ministro Guido Mantega tem razão (veja postagem abaixo). O Natal deste ano promete, apesar da decisão do Banco Central de interromper o ciclo de queda dos juros, na semana passada. É o que revela o Estado de São Paulo, em matéria publicada hoje, assinada por Márcia De Chiara.

Segundo a matéria, o volume global de vendas do comércio varejista em dezembro deve crescer 11,5% ante 2006, segundo projeções da RC Consultores feitas com base na Pesquisa Mensal do Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Natal de 2006, o aumento foi bem menor, de 5,6%, em relação a 2005.Ponto para o governo Lula: crédito farto, combinado com juro real que nunca esteve tão baixo, aumento recorde da massa de rendimentos, dólar em baixa e inflação controlada garantem esse desempenho.

Bom dia, Antônio Cardoso*

Árvore de Frutos

Cheiras ao caju da minha infância
e tens a cor do barro vermelho molhado
de antigamente;
há sabor a manga a escorrer-te na boca
e dureza de maboque a saltar-te nos seios.

Misturo-te com a terra vermelha
e com as noites
de histórias antigas
ouvidas há muito.

No teu corpo
sons antigos dos batuques à minha porta,
com que me provocas,
enchem-me o cérebro de fogo incontido.

Amor, és o sonho feito carne
do meu bairro antigo do musseque!

* Poeta angolano.

20 outubro 2007

Mantega otimista

Tão instáveis quanto o cenário econômico internacional de hoje são as previsões de crescimento do PIB no Brasil para 2008. Vira e mexe e há sempre novas previsões, não raro contraditórias conforme que as faça.

Ontem o ministro Guido Mantega, da Fazenda, questionou a estimativa do FMI ( Fundo Monetário Internacional), que considera equivocada, e que espera ultrapasse os 4,4% indicados pelo Fundo.

Para Mantega, o FMI “demonstra o desconhecimento do que está acontecendo no Brasil, que está crescendo de forma robusta, impulsionado por um mercado interno crescente e que vai desembocar talvez no melhor Natal dos últimos tempos. Nós vamos ter um Natal muito rico no Brasil no final de 2007. Tudo indica que o nosso crescimento atingirá algo como 4,7%, 4,8% do PIB em 2007”.

Tomara.

Hipótese plausível

Jornal do Commercio:
PCdoB leva nome de Siqueira ao bloco de esquerda
Presidente do partido defende candidatura própria em acordo com o bloco liderado pelos socialistas
O presidente nacional do PCdoB, Renato Rebelo, reforçou ontem a intenção de lançar o vice-prefeito Luciano Siqueira candidato à Prefeitura do Recife em 2008. Mas deixou claro que dependerá de ampla negociação com os demais partidos do bloco de esquerda formado no Congresso Nacional(PCdoB, PSB, PDT, PMN, PRB e PHS), principalmente com o PSB do governador Eduardo Campos, presidente nacional da sigla. “A primeira instância de discussão é dentro do bloco de esquerda. Não faz sentido termos mais de uma candidatura. Nas capitais, o bloco deve ter candidato único. Os critérios existem e vamos chegar a um entendimento”, afirmou ontem, em passagem pelo Recife.

Rebelo reconheceu o peso do PSB nesse processo por comandar o governo do Estado. Ele teve ontem um encontro com Eduardo no Palácio do Campo das Princesas. Tratou do apoio a candidatos a prefeito nas capitais pertencentes aos partidos do bloco. A conversa não foi conclusiva quanto a nomes, mas ficou acertado a oficilização do bloco também em Pernambuco até o final do ano, a exemplo do que já ocorreu em São Paulo, Rio e Minas. Rebelo revelou já ter recebido sinal verde do presidente nacional do PDT, ministro Carlos Lupi (Trabalho), à candidatura.

O PCdoB pretende lançar candidato em 14 capitais, incluindo o Recife. Mas Rebelo ponderou que o partido não será inflexível com o projeto. “Não teremos candidatura a todo custo. Onde houver negociação e for interessante ao bloco, faremos uma composição”, advertiu. São Paulo (Aldo Rebelo), Rio (Jandira Feghali), Belo Horizonte (Jô Moraes), Porto Alegre (Manuela D´Ávila), São Luís (Flávio Dino) e Aracaju (Edvaldo Nogueira - reeleição) são algumas capitais que o partido deve encabeçar chapa.

Rebelo anunciou para os dias 12 a 15 de dezembro, em Belo Horizonte, uma convenção de sindicatos e federações de trabalhadores para a criação da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), central sindical capitaneada pelo PCdoB como contraponto à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Apesar de terem boa representatividade, os comunistas, afirma Rebelo, ficaram sem espaço na CUT, de maioria petista. Para respaldar sua criação, a CTB precisa da adesão de no mínimo 5% de trabalhadores sindicalizados do País.

JANTAR - O jantar do PCdoB para arrecadar verba para a construção de uma sede própria em São Paulo, realizado em Boa Viagem, no Recife, reuniu políticos de vários partidos. Pré-candidatos à PCR, o ex-governador Mendonça Filho (DEM) e o deputado federal Raul Henry (PMDB) compareceram ao ato e fizeram elogios ao vice-prefeito. Mendonça frisou a “convivência cordial e democrática” com o comunista e garantiu que, caso ambos sejam candidatos, não partirão para a “agressão”.

João Paulo na Ásia


Boletim Diário, da PCR:
O prefeito João Paulo viajou, nesta quinta-feira (18), por volta das 21h, para mais uma missão em países asiáticos, onde cumprirá diversos compromissos oficiais como a assinatura do acordo de cooperação com a cidade de Guangzhou (China), a discussão de projetos na área de macrodrenagem (Japão) e a participação na 2ª Assembléia Geral do Conselho Mundial das Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU), na Coréia. Do Aeroporto Gilberto Freyre, João Paulo assinou a transmissão do cargo para o vice-prefeito, Luciano Siqueira, em quem o prefeito mostrou depositar toda a confiança. “Pela sua competência, o vice-prefeito conduzirá a cidade da melhor forma possível”, afirmou.
Demonstrando tranqüilidade, o prefeito em exercício falou sobre a responsabilidade de comandar a cidade na ausência de João Paulo. “Mais uma vez assumo o cargo por ocasião de compromissos do prefeito. Nada altera no governo, pois temos uma equipe muito competente e entrosada e uma sintonia finíssima entre prefeito e vice”, ressaltou.

A comitiva que acompanhará João Paulo durante a missão é composta pelos secretários Bruno Ariosto (Assuntos Jurídicos), e Lygia Falcão (Gestão Estratégica e Comunicação). A primeira cidade visitada será Guangzhou, na China, onde o prefeito assina o acordo de irmanamento entre os municípios, processo iniciado no ano de 2003. João Paulo já havia ido até a cidade chinesa, em 2005, para acelerar o acordo, que será firmado agora. Nessa visita, também integram a comitiva o secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Djalma Paes, o coordenador de Relações Internacionais da Secretaria de Gestão Estratégica e Comunicação, Roberto Trevas, e os representantes de três empresas: Rômulo Menezes, da Provider - do setor de tecnologia da informação, uma das áreas de grande interesse da China; Valdir Coutinho, da Finsol - empresa mexicana que desenvolve serviços de microcréditos e atua há mais de quatro anos no Brasil; e Antônio Fernando e Otto Hinrischen, do Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Cientifico (IPAD) - que tem o interesse em prospectar no mercado chinês seus serviços de consultoria de informação e gestão empresarial.

Roteiro – O segundo país da agenda será o Japão, onde a comitiva visitará a Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jaica) e o Ministério das Relações Exteriores do Japão, em Tóquio. O encontro tem a intenção de discutir um projeto de macrodrenagem da Região Metropolitana do Recife, que está em fase de análise final pelo governo local japonês.

O último destino da missão do Recife é a Índia, onde serão visitadas as cidades de Nova Delhi e Calcutá, entre os dias 30/10 e 03/11. Na visita, a comitiva visita o embaixador do Brasil no país, José Vicente Pimentel, e também conhecem projetos desenvolvidos entre os governos da Índia e do Brasil. Na volta, a comitiva faz uma escala técnica em Paris e retorna ao Recife no dia seis de novembro.
Foto: Fernando Silva

Renato a disputa no Recife


Na Folha de Pernambuco:
Rabelo reforça candidatura de Luciano
Durante o evento, o presidente nacional da sigla, Renato Rabelo, reforçou a tese de candidatura própria do partido para a Prefeitura do Recife. Rabelo lembrou que o PCdoB vai lançar candidatos a prefeito em 14 capitais brasileiras. “É um investimento grande que o partido está fazendo. E um dos candidatos que nós achamos que é necessário para construir a candidatura é Luciano Siqueira”, afirmou, enfatizando os atributos do comunista. “Luciano é um homem que se notabilizou por ser uma pessoa destacada na prefeitura. Não é desses vices que ficam ao léu numa posição secundária na gestão”, observou. O deputado federal Aldo Rebelo, que deveria participar da festa, não compareceu porque perdeu o vôo para o Recife.

Rabelo destacou a influência e a importância da legenda em Pernambuco. “O partido tem uma influência política crescente com lideranças como Luciano Siqueira, Renildo Calheiros e Luciana Santos. Então, eu diria que o PCdoB em Pernambuco é um partido de porte médio, que tem uma boa relação com o Governo do Estado, uma ótima relação com o prefeito (João Paulo) da capital e que tem um papel importante no Estado”, comentou.

Só na próxima segunda-feira é que o PCdoB irá contabilizar o valor arrecadado com o jantar de ontem, que lotou o Boi Preto de diversas lideranças políticas do partido e de outras legendas. A arrecadação será para aquisição da sede própria da legenda que será construída em São Paulo.
Foto: Ivve Rodrigues, Folha de Pernambuco

O jantar de ontem segundo a Folha de Pernambuco


A Folha de Pernambuco publica hoje matéria intitulada “Siqueira mostra prestígio no jantar do PCdoB” – excelente cobertura feita pela repórter Marileide Alves – a propósito do jantar realizado ontem na Churrascaria Boi Preto, no Pina, como ate da campanha pela arrecadação de fundos para a aquisição do edifício-sede da direção nacional do Partido, em São Paulo.

O texto destaca as presenças do ex-governador Mendonça Filho (DEM) e do deputado Raul Henry (PMDB), postulantes à Prefeitura do Recife, motivo de enorme satisfação para o PCdoB – assim como o comparecimento do deputado Armando Monteiro Neto (PTB), do ex-ministro Armando Monteiro Filho, dos deputados Silvio Costa e Silvio Costa Filho, do secretário Humberto Costa e inúmeros outros líderes de partidos presentes na cena política de Pernambuco.

A visão do jornal - Diz a matéria: “Apesar de o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira, garantir que o jantar de adesão do PCdoB para aquisição de uma sede própria não tinha qualquer vinculação com a disputa à Prefeitura do Recife em 2008, o evento foi uma demonstração do prestígio político do comunista. “Esse jantar tem a distância de anos-luz da disputa eleitoral do ano que vem. Seria da nossa parte um gesto de desrespeito e desatenção para com todos aqueles que, filiados ou não a partidos políticos, e sem compromisso eleitoral conosco, compareceram. Esse jantar tem um sentido suprapartidário e democrático”, afirmou Siqueira.

O evento reuniu diversos pré-candidatos à sucessão do prefeito João Paulo (PT), inclusive do campo da oposição, a exemplo do ex-governador Mendonça Filho (DEM) e do deputado federal Raul Henry (PMDB). Mendonça foi o primeiro a chegar ao local e foi recebido com um abraço cordial de Siqueira, o anfitrião da festa. “Nunca escondi que quero bem a esse cidadão”, disse Siqueira. “Você sabe que é recíproco”, respondeu Mendonça, frisando ter “uma convivência democrática” com o comunista. A troca de elogios também se deu com o peemedebista Henry, que lembrou do tempo em que militou no PCdoB. “Comecei minha militância no PCdoB, mas nunca rompi a relação de amizade e de respeito com o partido”, contou. Apesar de terem permanecido por pouco tempo no local, Mendonça e Henry conversaram animadamente com Luciano Siqueira.

O deputado estadual Sílvio Costa Filho (PMN) - também cogitado para a disputa municipal do ano que vem - prestigiou o evento. O deputado federal Maurício Rands e pré-candidato também compareceu à festa. O secretário de Planejamento Participativo, João da Costa (PT), o nome preferido do prefeito para o pleito, foi convidado, mas até as 23h30 não havia chegado no local. “Ele me disse que viria depois do aniversário do filho. Ele, inclusive, foi intimado a comparecer”, brincou Siqueira. O governador Eduardo Campos também ficou de comparecer ao jantar, mas, até o fechamento da edição, não havia chegado.

À tarde, o socialista convidou Luciano Siqueira e o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, para um almoço. Os petistas Humberto Costa e Dilson Peixoto garantiram que depois do ato de lançamento da candidatura de Ricardo Berzoini também iriam ao evento.”De nossa parte cabe repetir: o jantar não guarda nenhuma relação com pleito de 2008. Restringe-se ao objetivo anunciado: angariar recursos para a compra da sede própria. Só.
Foto de Ivve Rodrigues, publicada na Folha de Pernambuco

19 outubro 2007

Desigualdade salarial

Tendo como base os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2006, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) produziu o documento Hierarquia e Desigualdade Salarial na Administração Pública Brasileira, tornado público ontem. Um retrato da desigualdade: a diferença entre o menor e o maior salário no Brasil é de 1.714 vezes.

O economista Márcio Porchmann, o presidente do IPEA, compara esse dado com a diferença máxima verificada nos países em desenvolvimento que é de 20 vezes, segundo a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Entre as empresas privadas, o maior salário registrado pelo estudo foi de R$ 120 mil, de um dirigente na Região Sudeste, onde também foi localizado o menor, de R$ 70 mensais, recebido por um trabalhador do setor de serviços.

No setor público, a diferença é de 187 vezes, com o maior salário em R$ 28 mil e o menor, de R$ 175.

A constatação vale como referência para uma política de desenvolvimento que efetivamente distribua renda e reduza a desigualdade social no país.

Bom dia, Iris Vidal

Se...

Se eu pudesse te dar
O que há de mais bonito em mim,
Daria meus sonhos de mulher, infantis.
Daria meus desejos incontidos,
Atos assumidos,
De quem sabe que te quer.
Daria um caminho certo
Do rumo incerto.
Um caminho quente, até.
Daria a certeza de paz,
A segurança de me ter
E nada mais.

Jantar plural

Pluralidade e espírito democrático. É o que se verá logo às 20 horas, no restaurante Boi Preto, no Pina, no jantar organizado pelo PCdoB com o objetivo de arrecadar fundos para a aquisição da sede própria da direção nacional do Partido em São Paulo.

Políticos de todas as legendas, empresários, intelectuais, sindicalistas, estudantes, gente da comunidade técnica e acadêmica e do mundo da cultura estará confraternizando com o presidente nacional Renato Rabelo, com o deputado Aldo Rebelo e o ministro do Esporte, Orlando Silva.

O prefeito João Paulo, em viagem a exterior, mandará representante.

Show de Rosana Simpson

Rosana Simpson exibe doto o seu talento em show amanhã, sábado 20, no Sítio da Trindade, às 17 horas. Para quem gosta de MPB pop de alta qualidade.

Faz parte do Dia do Consumo Consciente promovido pelo PROCON Recife e a Administração do Sítio da Trindade.

Aberto ao público.

Conto do vigário

Solução engenhosa, mas fácil de pegar. Desde que a Polícia Federal investigue com liberdade e autonomia, sem pressão política – como hoje acontece, sob o governo Lula.

Os principais dirigentes da Cisco no Brasil, presos e acusados de fraude fiscal em transações de importação de produtos de informática, recebiam a maior parte de seus salários através de empresas meramente cartoriais, ou seja, fantasmas.

Assim, escapavam da incidência de tributos sobre seus elevados salários. Essas empresas fantasmas estão registradas em nome dos próprios dirigentes da Cisco.

Recife na frente

O projeto que aumenta de quatro para seis meses o prazo de licença-maternidade foi aprovado ontem, por unanimidade, pelo Senado.

Em contrapartida, o empregador é compensado com a dedução do benefício no Imposto de Renda.

A matéria seguirá agora ao plenário da Câmara dos Deputados. A norma já e praticada em vários países.

No Recife, os servidores municipais já são beneficiados por Lei sancionada pelo prefeito João Paulo.